Curtas e longa na praça

Quem for ao Mercado Cualtural no próximo sábado vai poder conferir quatro curtas-metragem e um longa na sessão de cinema que vai rolar na Praça XV a partir das 18h.

Começa com Praça Tiradentes, primeiro filme de José Joffily, no qual apresenta um olhar descontraído e levemente nostálgico sobre a vida noturna da Praça Tiradentes, observando a diferença como característica típica do local. Duração 11minutos.

Em seguida, será a vez de Copa Mixta , no qual o mesmo diretor faz um misto de ficção e documentário, para nos dar uma visão criativa do cotidiano de um dos principais bairros do Rio de Janeiro: Copacabana. Através de entrevistas com pessoas completamente diferentes e de uma cena ficcional, Joffily aprsenta todos os contrastes, confusões e excentricidades da princesinha do mar. 10 Minutos

Coruja, de Marcia Derraik e Simplício Neto, motra os morros cariocas e da baixada fluminense de onde vem uma das produções musicais mais interessantes do Brasil: sambas feitos por trabalhadores, crônicas cáusticas, mas bem humoradas de compositores anônimos, garimpados por Bezerra. Os jovens cineastas mostram os mágicos segredos das composições entoadas pelo mestre Bezerra da Silva. O filme recebeu o prêmio de Melhor Curta-Metragem no Festival de Cinema Brasileiro de Miami e o Prêmio Especial do Júri no Festival de Gramado 2001. 15 minutos.

Os espectadores poderão assitir ainda a Jorjão, de Paulo Tiefentail, que é um documentário sobre um dos principais mestres de bateria de escola de samba do Rio de janeiro que fala sobre música e a sua história de amor.

Para fechar, o público vai se deliciar com Policarpo Quaresma (foto) - ficção de Paulo Thiago. Policarpo Quaresma é um sonhador. Um visionário que ama o seu país e deseja vê-lo tão grandioso quanto, acredita, o Brasil pode ser. A sua luta se inicia no Congresso. Policarpo quer que o tupi-guarani seja adotado como idioma nacional. Ele tem o apoio de sua afilhada Olga por quem nutre um afeto especial e Ricardo Coração dos Outros trovador e compositor de modinhas que conta a história do nosso herói do Brasil.

2 comentários:

Maria Cecília disse...

Trabalho com tecelagem manual em xales, echarpes e tecidos diversos e em jóias e bijuterias finas. Como participar do próximo evento?
Maria Cecilia

arte m jornal disse...

Olá como faço p/ participar da feira faço artesanato com jornal obrigada espero contato val-
@hotmail.com